Páginas

Julieta Imortal


Romeu e Julieta com certeza é o clássico dos clássicos. Um romance que acompanha gerações. Mas e se a grande história de amor dos jovens Montecchio e Capuleto fosse uma farsa? Em Julieta Imortal temos uma Julieta amargurada com o episódio final de seu casamento. Que diferente da história de Shakespeare, não foi Julieta que se matou pelo o seu amor. Ela foi assassinada por seu grande amor, Romeu, para que assim pudesse ter uma vida eterna, além de uma importante promessa feita com os Mercenários – criaturas do mal que fazem o que for preciso para acabar com o amor do mundo.
Enquanto isso, Julieta também faz votos com outros seres, os Embaixadores – que lutam para juntar as almas gêmeas. A partir desses votos Romeu e Julieta estão fadados a se enfrentarem sempre grande aos seus trabalhos, enquanto incorporam o corpo e lembranças de outras pessoas.
Como estranho um pouco toda a história de Shakespeare sobre os dois jovens amantes, a ideia da história de Stacey Jay realmente me animou. Afinal, será que Romeu e Julieta se amavam de verdade ou era apenas uma doce ilusão de um amor impossível em que os jovens acreditam em amor à primeira vista? Apesar de tudo, Julieta Imortal nos traz essa perspectiva do amor verdadeiro. Almas gêmeas.
Apesar do livro relembrar fatos da história real e acrescentar ideias inusitadas, é uma história voltada ao universo adolescente. Mirando nas amizades, namoro, famílias e problemas adolescentes. No final achei um livro razoável. Nada que fizesse se tornar um dos melhores livros que li, nem aquela sensaçãozinha de abandono depois de uma leitura. Mas o enredo inusitado com certeza fez do livro uma boa leitura – que flui de forma rápida e deliciosa. Além de um bom final. Também gostei da capa, que é simples e simbólica – já que na frente encontramos Julieta em uma paisagem e no verso a mesma paisagem sem Julieta. Realmente um ótimo trabalho.

Um romance assombroso e devastador,
Julieta Imortal mostra em um novo significado para as
palavras 'até que a morte os separe'.”

-Michelle Zink, autora de Prophecy os the sisters trilogy

Um comentário

  1. Louca pra ler esse livro! Romeu Imortal também, dizem que é ótimo! :D

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.